• Home
  • Home
  • Home
  • Home
  • Home
  • Home

Dona Zarif: Câmara divulga nota de pesar e coloca bandeira a meio mastro

Assessoria de Comunicação
Imprimir

O presidente da Câmara, Guilherme Nasser divulgou nota de pesar lamentando a morte de Zarif Loureiro, ex vereadora, cidadã honorária e primeira dama de João Monlevade. 

Ele escreveu: “Juntamo-nos a toda João Monlevade no luto pela morte da nossa eterna vereadora dona Zarif Loureiro. Ela se vai, mas ficará sempre entre nós, presente no seu trabalho como fiel defensora dos mais necessitados. Destacamos sua atuação no Poder Legislativo, onde deixou sua marca de mulher de fibra e inigualável simpatia e onde concentrou seus sonhos de uma cidade que pudesse abrigar com carinho e conforto pobres e ricos, homens comuns e poderosos, Dona Zarif será sempre a expressão máxima de humildade e generosidade”, Guilherme Nasser Silvério, presidente da Câmara de João Monlevade.

 




CURRICULO

 

Zarif  Merlim Maluf Loureiro , natural de Nova Era – MG, veio para João Monlevade aos oito anos de idade, onde fixou residência.

Descendente de sírio, seus pais, comerciantes radicaram-se no Brasil, inicialmente em Nova Era e, posteriormente, na Fazendo do Andrade, em João Monlevade.

Desde criança já gostava de viver em comunidade e seu grande poder de comunicação já se deixava perceber. Seu pai estabeleceu uma casa de comércio no bairro Areia Preta e, neste local, além das vendas, reforçava seu trabalho social, prestando às pessoas, com quem convivia, orientações gerais de higiene, de boa convivência, enfim, a respeito dos mais variados assuntos.  Todas as estimavam e convidavam-na para os eventos sociais.

Foi rainha do time de futebol Olaria e, numa dessas ocasiões, conheceu o senhor Germin Loureiro (Bio), com quem se casou em 1949. Tiveram seis filhos legítimos, adotaram mais cinco crianças e criaram duas sobrinhas. Possui 214 afilhados em João Monlevade.

Sempre atenta às necessidades das pessoas e de sua grande dedicação à comunidade, Dona Zarif foi convidada por D. Cláudia Diniz para fazer parte do Serviço Social Nossa Senhora da Conceição. Trouxe, com essa oportunidade, grandes benefícios voluntários para João Monlevade.

Já no primeiro mandato de seu esposo, o prefeito Germin Loureiro em 1968, conseguiu com a ajuda de pessoas de boa vontade, o terreno para a construção da sede do “Serviço de Assistência Social Nossa Senhora da Conceição.

Com apoio da Belgo Mineira e Prefeitura Municipal de João Monlevade criou o “Lar das Meninas”, entidade destinada ao abrigo de meninas órfãs. Foi o primeiro caminho para a construção de creches no município.

Trabalhou na aquisição de uma área para construção da atual Escola Estadual João XXIII que, além de atender à população infantil, serviu de espaço cultural para comunidade do Bairro.

Prestou grande assistência tanto material quanto moral ao Asilo e à Clinica Bom Samaritano.

Criou em 1976, com a participação da comunidade, uma creche no Bairro Novo Cruzeiro( em sede provisória), onde as crianças recebiam vestuário, alimentação e orientação educacional.

Foi Presidente de Honra da “Corporação Musical Guarani” e por muitos anos da “Guarda de Marujos Nossa Senhora do Rosário,. Foi Presidente e Coordenadora do Serviço Social Nossa Senhora da Conceição. Foi festeira de Nossa Senhora da Conceição para compra de bancos da Igreja.

Sabedores de seu espírito altruísta e de sua disposição para o trabalho foi sempre atendida com carinho pelo comércio local, empresas como Belgo Mineira, Enscon, Telemig e Entidades como  Ala Feminina da Maçonaria, Lions Clube e outros. Coordenou a realização de feiras e fornecimento de sopa às crianças dos bairros mais pobres. 

Com seu espírito humanitário, angariava, junto à comunidade, roupas, calçados, móveis usados, roupinhas e enxovais para recém-nascidos, remédios, material escolar, tambores para ser utilizado como caixa d´água e outros e repassava para a comunidade,

Por intercessão do senhor Nilo da Brahma que doou  terrenos, conseguiu viabilizar a construção da Creche Irmã Dulce, a qual a Prefeitura dá manutenção. A creche foi construída com verba doada pela Belgo, hoje ArcelorMittal.

Também não mediu esforços para viabilizar recursos financeiros, através do Projeto enviado ao SETAS, objetivando agilizar a construção da Creche Lar Imaculada Conceição, no bairro Promorar.

Com suas atividade reconhecidas por todo o povo monlevadense, seu desprendimento e  sensibilidade, realizou grandioso trabalho que jamais será esquecido. Figura popular tem seu lugar reconhecido na história de João Monlevade, e, por isso, fez jus ao merecido título de 1ª Dama do município de João Monlevade, por três vezes e é considerada por muitos, como a “MÃE DOS POBRES”.

Foi eleita vereadora para o mandato de 2001 a 2004.

 

Última atualização em Qui, 17 de Janeiro de 2013 07:41

Mídias

Receba Notícias

Cadastre-se e receba os informativos da Câmara.