• Home
  • Home
  • Home
  • Home
  • Home
  • Home

Vereadores e representantes da TI Mob se reúnem para discutir projetos referentes ao rotativo

Assessoria de Comunicação
Imprimir

O estacionamento rotativo foi mais uma vez, pauta de reunião na Câmara de João Monlevade, na tarde do último dia 9. Os vereadores Belmar Diniz (PT), Tonhão (PPS), Fábio da Prohetel (PP), Cláudio Cebolinha (PTB), Lelê do Fraga (PTB), Thiago Titó (PDT), Toninho Eletricista (PHS) e Gentil Bicalho (PT) participaram da reunião junto a Paulo Roberto Duarte e Nara Keila da Silva, representantes da TI Mob. O presidente da Câmara, Djalma Bastos (PSD), acompanhou o início do encontro, mas teve que se ausentar para participar de outra reunião. Os demais vereadores justificaram ausência. 

 

O encontro surgiu a partir da apresentação de três anteprojetos relacionados ao rotativo. Um, de autoria de Gentil Bicalho, que propõe a delimitação de vagas do estacionamento rotativo às avenidas Getúlio Vargas e Wilson Alvarenga, além das ruas e praças que interligam as referidas avenidas, excluindo assim ruas residenciais próximas ao centro. O anteprojeto do vereador Leles Pontes (PRB) propõe que a ativação dos créditos de estacionamento rotativo por meio eletrônico seja de responsabilidade dos monitores da empresa e não do cidadão. E o último anteprojeto apresentado, de autoria do vereador Toninho Eletricista, solicita que pelo menos 20% dos recursos financeiros efetivamente arrecadados pelo município com o sistema de estacionamento rotativo sejam aplicados em ações e serviços de saúde, compreendendo-se entre essas ações e serviços as subvenções sociais destinadas às entidades sem finalidade lucrativa de assistência à saúde. Importante destacar que as três propostas já foram levadas a Plenário para votação, e receberam pedidos de vistas por parte de alguns vereadores.

 

Belmar Diniz esclareceu a Paulo e Nara que a proposta dos vereadores, em especial dos autores dos anteprojetos, é que a empresa analise os anteprojetos propostos e discussão sobre a viabilidade de implantá-los. Além disso, outras demandas da sociedade foram apresentadas à empresa, para apresentação de soluções. Uma delas foi justamente sobre a quantidade de ruas mais distantes das avenidas centrais em que se cobra o estacionamento rotativo.

 

O vereador Cláudio Cebolinha questionou sobre o tempo de carência que o motorista tem para ativar seus créditos. A quantidade de vagas destinadas aos idosos também foi questionada durante a reunião. Segundo Fábio da Prohetel, muitos idosos chegam a ele afirmando que o número é insuficiente. Os idosos que utilizam motocicletas também questionaram sobre a não delimitação de vagas específicas para este tipo de veículo. Sobre estes casos, Paulo esclareceu que a empresa se atém ao que estabelece o Código Brasileiro de Trânsito e ao que é demandado pelo Executivo. O vereador afirmou que analisará uma proposta para esta situação.

 

Tonhão também reclamou sobre o estacionamento cobrado em ruas consideradas residenciais. Para o vereador, não há necessidade de se estender o rotativo para algumas vias. “Questiono o estudo feito para isso e também a quantidade de agentes de trânsito que acompanham os monitores. Eles precisam se ocupar com as outras funções inerentes ao cargo”, declarou Tonhão.

 

Posicionamento da empresa

 

Após ouvir as falas dos vereadores, Paulo foi enfático ao afirmar que a empresa segue o que é determinado pela Prefeitura. “Sobre a determinação de ruas em que há o estacionamento rotativo, justifico que recebemos um estudo por parte da Prefeitura e a partir dele iniciou-se o processo”, esclareceu Paulo. O responsável pela empresa na cidade ainda disse aos vereadores que é dever do motorista e motociclista ativarem os créditos, a exemplo do que ocorre em outras cidades. “E mais uma vez deixamos claro que nossos monitores não multam o cidadão. Somente os agentes do Settran podem fazer isto. Apenas notificamos a ausência de crédito. E qualquer um que se sentir lesado pode vir até o nosso escritório, na rua do Andrade, que temos todo o controle do sistema”, relatou.

 

Ao fim da reunião foram dados alguns encaminhamentos. Os autores dos anteprojetos citados irão se reunir, para discutir a possibilidade de unificação das propostas. Paralelo a isso, a Comissão de Administração Pública, Infraestrutura e Serviços irá solicitar junto à Prefeitura informações inerentes ao estacionamento rotativo. 

Mídias

Receba Notícias

Cadastre-se e receba os informativos da Câmara.



Você esta aqui:   HomeA Câmara +ImprensaDestaquesVereadores e representantes da TI Mob se reúnem para discutir projetos referentes ao rotativo
| + - | RTL - LTR